domingo, 28 de dezembro de 2014

Chuva

Chove lá fora, é primavera
E quanto as chuvas de verão?
Os desavisados que não souberam ouvir
O canto breve dos silenciosos sábios
Vestirão a velha toga fria, minha...
A mesma que, há tempos abriga, essa nação
Por contarem com a magia da mudança
Que é a cruel leitura da ignorância.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Frase

Tenha muito cuidado com as perguntas que me fará, elas irão me aclarar o quando você é uma pessoa fiável. Tenha também, muito cuidado em me criticar ou elogiar, a crítica é o seu defeito que aflora, o elogio, o controle à sua insegurança.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

O sítio

Lá pela Estrada das Cerâmicas eu passei
A rua é asfaltada e sem acostamento
As casas antigas e terrenos vazios
Posso dizer que é bem bucólico
Será que se pode ouvir rock'n'roll alto
para quebrar um pouco a monotonia?
Se sim, posso abrir exceção
mesmo sendo citadina
Farei artesanatos num dos assoalhados
Noutro um escritório para leituras e escritas
No terceiro uma cama pro cansaço
Na primavera hortas e canteiros de flores
No inverno, bons aquecedores
E viverei uma vida pacata.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Para mim

Para mim:
Todo Cláudio tem que ser Antônio
Grande poeta anônimo.
Todo Zé um novo horizonte
Água que brota da fonte.
Toda Eliza rainha Beth
Perturbou é pivete.
Toda espiritualidade, Margarete
Vida dura, interprete.
Todo Xande um grande achado
Amor espelhado.
Toda Iza  tem que ter ira
Na pele das crias, casimira.
Todo Luiz, Luizinho
Deus quem leva pra outro ninho.
Toda Maria uma filosofia
Refutem a poesia.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Supérfluo Zangão

Meio estabanado
Não muito robusto
voando atrapalhado,
Belo, estressado
Tenta um alto voo
Tem feromônio em todo lado.
Sua função em vida
Nada de labuta
Somente uma cópula nupcial
Morrendo num único gozo
Sentimento baixo astral.
A espermateca da Rainha
Ele não conseguiu preenchê-la
Morreu antes de satisfazê-la.
Elegante e garbosa
Sai num voo complementar
Para ter, não com o mais forte
Mas com o mais rápido e adaptável
E novamente copular.
Hermafrodita  Rainha
Bajulada, vivendo da geleia real
Desenvolve suas crias
Totalmente independente
Num ambiente doce astral.


sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Frase

Já deixei bons livros para trás e os perdi, já deixei pessoas que amei para trás e também as perdi, mas o que mais me dói foi o de ter perdido os livros, eles não mudam de opinião sobre mim.

Moço - Velho ... Velho - Moço

Ficava extasiada
quando observava o seu sorriso cândido
As sandices engraçadas me comoviam
Da pureza do passado
à presente desesperança.
Vejo com tristeza a sua luta
Querendo agregar no velho o que era no moço.
Aquilo que cobiçava no passado
Conquistava com seus modos insanos
Hoje torna-se indesejável
Quando deseja ser moço
Num corpo velho não almejado.
Meu velho, deixa as parvoíces no passado
Se tivesse semeado bons grãos quando moço
Hoje, não estaria sofrendo em seu murcho corpo
A alma te faria moço.

Naipe

Não fuja, não fique desesperado
sou bem grandinha, madurinha
estudei durante anos
o seu presente, passado
a sua casta, portanto
conheço seu desejo à intimidade
Só não aceito suas fanfarras
quando agrega as sarnas
na mesma esfera
da mãe que está na sala
e outras I-Lentes familiares,
podem ficar doentes
ou são todos da mesma laia?
É mistura de muita gente
muita saia, pouco garbo
totalmente demente
fadado a morrer em meio
ao triste fado.

O pequeno falo

Já vi coisas minúsculas
No microscópio olhei
Mas, tão minúscula assim
jamais compreenderei.
No verão era mais fácil
ficava mais elástico.
Mas, no inverno, que decepção!
encolhia-se para dentro do saco.
Parecia mais um chapeuzinho pisado
de um pequenino bonequinho de plástico.
A cabecinha de um passarinho recém-chegado
virava gigante perto do falo.