terça-feira, 31 de março de 2015

A flor do poeta

O néctar, a sua alma mais profunda
O pólen que germina em palavras
inspiradas nas tenras folhas esvoaçantes
os mistérios, dos perfumes das pétalas

As cores, o amálgama da beleza,
solidão misturada em fantasias
O caule que a brisa  dobra
são sentidos que a poesia abriga

No outono, a flor do poeta
canta folhas secas, nostalgia
A sedução não é mérito da primavera
é o ocluso na bela flor da poesia.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Loucas

Irmãs, somos loucas
Loucas maravilhadas
grandes almas
desalinhadas
Nossos homens
deslumbraram
Quiseram apertar o nó
puxamos a ponta do laço
Eles, tornaram-se EX
e não entenderam o significado
Explico: EXcêntricos, EXportados
 Não entenderam?
São vazios, ficaram incomodados
Desejando de volta
as loucas ao lado
Então mando aos EX's alguns adjetivos
num contexto de exaltar
vocês foram EXpurgados
Dessa família, EXcretados

quinta-feira, 12 de março de 2015

A mentira

Somos humanos e mentimos. Mentir é uma das fraquezas dos homens, seja a mentira como uma forma de proteção dada a vergonha ou medo pelas simples ações impulsivas ou para omitir uma cruel realidade. A mentira seja ela, branda ou destrutiva, será sempre sinistra e, devemos aprender a lidar com as consequências quando formos descobertos. Portanto, não são as mentiras alheias que conduzirão a sua vida à decadência e sim, as suas próprias mentiras entranhadas no seu âmago e sustentadas como verdades que irão destruir você. Colocar-se como vítima das mentiras dos outros é o mesmo que mentir três vezes para você.
A verdade é nua, a mentira, vestida.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Flor roubada

Lembra da flor vermelha que me ofertou?
Estava no carro que a gente comprou
Era linda, fiquei lisonjeada
Depois, fiquei sabendo que foi roubada
Logo me descontentou e,
a deixei esquecida
murchou no painel do carro
Lembra dos espinhos que lá ficaram?
Eu engoli os desgraçados
com um sorriso no lábios
Mas até hoje encontram-se
em minha garganta entalados
É assim a vida
feita de pequenas nocividades
que desvendam grandes enigmas
da personalidade
Uma flor roubada
provoca grandes feridas
Uma risada para o amor
enfraquecido, desiludido
um  artifício
para suportar até o momento
da derradeira despedida.

sexta-feira, 6 de março de 2015

Impecável loucura

O meu lado louco é o mais afável
o mais sincero e enlevado
isento de disfarces;
No meu lado louco
encontra-se a minha sagacidade
distante da loucura normal;
O meu lado louco
não reflete no espelho
é a essência íntima, intangível
uma imagem de mim e que,
pessoas ao ar como fantasmas
tentam alcançar;
O meu lado louco, não domesticável
desobrigado do crivo social
é o enigma que fascina
tornando-me um ícone impecável
que atrai infames iconoclastas.